quarta-feira, 13 de novembro de 2013

ESCREVER É UMA ARTE!

É porque eu gosto de escrever é que  vou dar minha humilde opinião do porque  eu creio que um jornalista não precisa necessariamente ter um diploma de Jornalismo para exercer a arte da informação, não importa se for para  comunicar fatos, notícias, atualidades ou temas específicos. 

Não que não deva ter diploma, mas que não precisa tê-lo! 


O jornalista  costuma escrever artigos ou produzir reportagens sobre coisas nas quais se espcializou ao longo dos anos independente de que cursos tenham feito  ou mesmo se não tendo feito  curso. algum. Sua produção intelectual é então o  fruto de sua ânsia de comunicar o que sabe! 


Provavelmente todo, ou quase todo jornalista começa sua carreira escrevendo  algo sobre sua área de interesse em alguma pequena publicação. Seu conhecimento sobre o assunto cresce na medida em que vai  conhecendo cada vez mais sobre ele, seja lendo livros sobre o assunto, assinando revistas especializadas, participando de debates ou seminários, fazendo cursos, visitando lugares que lhe acrescentem mais informações ao que já sabe ou conversando com pessoas da área e essa formação não acadêmica, naturalmente lhe trará novas e melhores oportunidades de trabalho, mesmo não tendo diploma universitário de Jornalismo. Hoje é assim, mas há os que discordem dessa prática e queiram instituir a obrigatoriedade do diploma.

 

Eu creio que não deve haver essa exigência. e para ilustrar minha opinião, vou  usar-me como exemplo. Se alguém me convidasse para escrever uma vez ao mês em uma revistinha de bairro sobre assuntos referentes à família e eu fosse remunerada por isso, não haveria problema algum, eu creio. E  se os meus textos fossem bem aceitos e eu recebesse críticas positivas, e um jornal da cidade me convidasse a fazer uma coluna semanal sobre família, filhos, casamento ou  fatos e notícias envolvendo famílias, por exemplo, será que eu não poderia escrever  ali por não ter diploma de jornalista,  mesmo que minha gramática fosse perfeita, que eu tivesse um estilo todo próprio e interessante e que eu tivesse coisas relevantes a transmitir sobre o assunto a que me propus escrever? Não poderia escrever colunas em jornais da cidade ou comandar algum programa da TV local?  E se um dia eu resolvo escrever um livro sobre família?  Será que teria que ter um diploma de Letras para poder publicar o livro? E aí, como fica a minha  liberdade de expressão? Condicionada a regras, leis governamentais, diretrizes de alguma categoria? 


Certamente as Faculdades de Jornalismo, assim como as Faculdades de Letras devem ensinar  técnicas de redação, de comunicação e gramática, mas não são as técnicas ou a gramática que fazem com que as pessoas tenham o dom da escrita ou da produção intelectual.   Sinto muito, mas  "escrever" ou produzir conteúdo informativo  não é  uma ciência exata. É percepção da realidade, sensibilidade, curiosidade, vontade de comunicar o que se sabe, emoção. E faculdade alguma poderá oferece nenhum desses ingredientes" a seus alunos, pois são coisas que vem da alma! Bons jornalistas podem ser formados ou não, mas não é a formação acadêmica suficiente para produzi-los. Agora, se técnicas forem somadas à "alma" beleza! mas se não houver "alma"... teremos textos insípidos, cópias do pensamento de outros, alguns dados apenas, mas não essência, verdade ou beleza. 


Além do direito à liberdade de pensamento de quem expressa suas próprias opiniões,  a  livre atividade jornalística também atende o direito constitucional que todo cidadão tem de receber qualquer informação, vinda de qualquer tipo de fonte e por qualquer meio,  além do que,  a meu ver, o jornalismo se inclui no vasto campo da liberdade de expressão artística, pois afinal, escrever é uma arte! 


Assim como  para  ser um pintor não é necessário  diploma da Faculdade de Belas Artes, para representar um personagem não é necessário diploma de Teatro, para ser poeta ou compor uma canção não é necessário ter feito faculdade de Letras e para  ser  músico não é preciso ter feito faculdade de Música, para produzir textos escritos ou verbais, seguindo esse mesmo raciocínio,  não deveria exigir-se um diploma de jornalismo!

Este é um tema amplo  que vem sendo discutido há muitos anos e que tem inúmeras vertentes e nuances, e já que não dá para abordar todos os aspectos envolvidos neste post, enfatizei apenas um deles, em defesa dos jornalistas sem diplomas, o de que praticar jornalismo  é produzir ARTE! E artista nunca precisou de canudo algum! 

Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails