quarta-feira, 10 de abril de 2013

"Acho uma sacanagem igreja não pagar imposto!"


Se a imunidade tributária das igrejas cristãs  (Art.150 - VI b da Constituição)   é um assunto que te incomoda pois acha isso uma injustiça,  você precisa saber o porquê dessa imunidade.  E olha que é coisa para se pensar...

Começo com esta pergunta:   Você já pensou que a imunidade tributária das  igrejas não pode ter sido colocada na CONSTITUIÇÃO de nosso país arbitrariamente?  

Se isso tivesse ocorrido, seria o mesmo que dizer que a vontade de um grupo religioso (e qual teria sido esse grupo?) que,  desejoso de  enriquecer às custas do Estado tivesse influenciado a  escrita de nossa CONSTITUIÇÃO!  

A CONSTITUIÇÃO garante aos cidadãos a liberdade religiosa e na garantia do exercício dessa liberdade  está a garantia de que o Estado não pode ele mesmo  colocar barreiras  à essa prática,  ao adotar  medidas  que possam impedir a organização de igrejas ou a realização de reuniões para culto. Ora, como é que os cidadãos teriam direito à liberdade de praticar  suas religiões se fossem impedidos a isso por causa da obrigatoriedade de pagamento de impostos 

Essa imunidade é aplicada às igrejas pela simples razão de que elas não existem para gerar lucros.  Mas é preciso analisar essa questão não apenas com vista às  grandes igrejas católicas  instaladas em bairros de classe alta nas megalópolis deste país  e nem tampouco com vista  aos mega-templos evangélicos cujos cultos vemos na mídia semanalmente  e também os vemos nos noticiários por conta dos falsos pastores que enriquecem às custas da fé alheia. Mas esses terão que prestar contas à Deus por seu apego ao que Deus diz que não devemos nos apegar: dinheiro! 

Para sermos honestos temos que pensar essa questão lembrando também das  pequeninas igrejas evangélicas instaladas em cada esquina de cada bairro da periferia de cada grande cidade  e também nas tantas igrejinhas católicas existentes nas praças e ruas de cada centro urbano, grande ou pequeno;  lembremos  igualmente das incontáveis igrejinhas  isoladas nas  roças ou fazendas, cujos  pregadores da Palavra chegam até elas a cada domingo de bicicleta ou no lombo de um cavalo para levar aos moradores da região uma mensagem de esperança e do amor de Deus por eles. Seja nas grandes cidades, seja nas periferias ou no meio do nada, essas milhares de igrejas são o ponto de encontro semanal de mães trabalhadoras, de pais preocupados com o sustendo da família,  de idosos solitários e cansados, de doentes que precisam de ânimo, de jovens que tentam encontrar ali forças para resistir aos vícios e à promiscuidade sexual e de crianças que aprendem desde cedo a boa ética cristã. 

Nessas milhares de igrejinhas e pequenos templos espalhados por este "Brasilzão",  uma multidão cansada da lida semanal ou angustiada pelo peso das preocupações,  busca  e encontra, a cada domingo,  refrigério e alento para continuar!  Mas não apenas isso, elas vão às igrejas para adorar a Deus por quem Ele é e depois  para ter um bom momento de descontração e conversas alegres com os irmãos antes de voltarem para suas  casas com as forças restauradas e com uma paz  indescritível no coração! 

Pense você, que reclama da imunidade tributária das igrejas,  que se impostos tivessem que ser pagos por cada uma dessas pequenas igrejas a maioria delas deixaria de existir, e então,  as únicas opções de alegria (ainda que falsa e passageira) seriam as mesas dos bares, os bancos das praças ou os salões de baile existentes, estes sim, em profusão nas  praças e esquinas do país -  bem como nas  salas de espera dos Postos de Saúde, dos Caps-Cisams e dos hospitais públicos para tratar suas dores não só físicas mas também dores da alma.

Não pense no  imposto que você paga como a régua para medir a injustiça que você acha que existe! Pense na imensidão do povo brasileiro cristão do nosso Brasil,  que tanto se beneficia com a existência de tantas  IGREJAS CRISTÃS graças à imunidade tributária!

Para ler mais a respeito, clique aqui >> Imunidade Tributária das Igrejas = Garantia da Prática Religosa

Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails