segunda-feira, 23 de abril de 2012

NOS TRILHOS

Meu coração exulta de alegria desde a tarde de ontem, quando meus dois filhos mais velhos voltaram do acampamento de jovens.
Tudo começou quando meu filho disse que não iria ao acampamento porque estava "curto de grana", pois  agora como trabalha ele mesmo teria que pagar a taxa de  inscrição.  Pensei cá com meus botões: "Puxa, se ele sabia que o acampamento se aproximava, por que não reservou o dinheiro da inscrição?" Confesso que fiquei tentada a lhe dizer isso, questionar seu compromisso com Deus e com a igreja e a insinuar que não iria só porque sua namorada não podia ir desta vez, mas  não disse nada. Ao invés de criticá-lo,  disse apenas:


- E se nós pagarmos mais este  acampamento, você vai?
- Sim, eu vou! - Disse ele.

Como estava em cima da hora mandei logo um recado para o Pastor André,  líder dos jovens,  perguntando se daria tempo de inscrevê-lo. Quando a resposta afirmativa veio, mesmo com o orçamento muito  apertado  por causa de despesas extras que surgiram, fui até a igreja  e fiz a inscrição do meu filho.

E lá foram os dois,  na 6a.feira à noite para o acampamento. Voltaram  no final da tarde de domingo, animados, renovados espiritualmente, felizes pelo tempo com os amigos, pelo conteúdo das palestras, pelas  brincadeiras e pela dinâmica impactante da última noite.

Não vou entrar em detalhes do que rolou no acampamento (a Luiza contou tuudo!) porque esse não é o propósito deste texto. O propósito é o de animar mães e pais cristãos, com  filhos pequenos ou adolescentes ainda,  a perseverar! E vou fazer isso contando o que foi que me deixou tão feliz!


Meu filho Daniel, 21 anos, foi na adolescência  o responsável por muuito joelho dobrado! Clamávamos por sabedoria divina pois precisávamos desesperadamente dela a fim de sempre orientá-lo dizendo aquilo que era preciso, no momento  certo e da maneira certa para que não se perdesse no caminho e não se bandeasse  para o lado daqueles  que não se importam com Deus. Precisávamos mantê-lo no trilhos e isso não é lá uma tarefa muito fácil.  


Muitas e muitas vezes ficamos chateados por privá-lo de algumas oportunidades  de se divertir com colegas da escola em  determinados tipos de festas, shows ou  barzinhos.  Não foi  sempre fácil manter a disciplina do devocional diário; insistir para que não faltasse às  atividades do grupo de adolescentes quando queria ficar em casa vendo o Palmeiras jogar;  pagar tantos e tantos acampamentos quando o dinheiro estava curto e nem  atravessar a cidade nas tardes de domingo para levá-lo ao jogo de futebol com os garotos da igreja - e ficar ali esperando até o final do jogo! Também exigia um esforço extra ficar  "de olho" nos filmes que assitia, nas músicas que ouvia, nos jogos de video-game que jogava e nos sites da internet que entrava  sem parecer um sargento de plantão 24 horas por dia!


Claro que nem tudo foram "flores". Houveram momentos de tensão,  momentos em que precisamos adotar  "estratégias" para que o "parafuso não fosse espanado", vezes em que tivemos que voltar atrás em alguma decisão depois de pesar os prós e contras de alguma situação específica, mas sem perder o foco de vista: o de mantê-lo nos trilhos.

E ontem soube pela Luiza, que ele disse a alguns amigos no acampamento, que valeu a pena seus pais terem lhe ensinado o caminho de Deus da maneira como fizemos e de termos permanecido firmes no devocional diário.  Não sei exatamente que palavras usou (e não adianta perguntar porque homem nunca sabe contar as coisas como são!! hehehe), mas  ela diz que foram mais ou menos essas. Meu coração exultou de gratidão a Deus por que ELE  foi fiel,  honrou nossos esforços e hoje o Daniel é um rapaz de Deus.


 Ontem à noite, quando chegou da casa da namorada, me disse mais decidido do que das outras vezes:  


- Mãe, você não precisa ficar triste em me perder, porque eu já decidi. Vou fazer Missões! 


Ah, claro que se ele  chegar a ser um missionário em outros países (que é o que ele quer fazer) vou sentir demais sua falta, vou "morrer" de saudades, mas também serei a mãe mais feliz do mundo, porque ele "não saiu dos trilhos"!

Abaixo a frase que escrevi hoje cedo no meu mural do facebook:

"MÃES CRISTÃS: não desanimem, não desistam de seus filhos, não receiem perder seu amor se tiverem que ser duras, firmes, colocá-los novamente nos trilhos quando começarem a sair deles, quando o mundo as chamar de ultrapassadas. FIQUEM FIRMES, por Deus, por seus filhos e por vocês mesmas, pois colherão os frutos do que plantaram na vida deles mais cedo ou mais tarde, eu garanto e afirmo que tem valido MUITO A PENA! 
  

Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails