domingo, 23 de outubro de 2011

Deus, o amor e o vento



Deus não é algo que você  explica, é algo que você  sente. Se você não sente, não pode entender o que eu sinto. É como o amor. A gente não explica o amor, a gente não vê o amor, mas sente os efeitos dele. É como o vento. Não dá para explicar o vento, não dá para ver o vento,  mas só quem está sob a ação do vento é que pode senti-lo e experimentar seus efeitos.  Há aqueles que nunca amaram, que nunca estiveram  expostos à ação do vento e que nunca experimentaram  Deus.  Não poderiam mesmo saber o que é. A menos que estejam dispostos a amar, a  sentir o vento e   a conhecer a Deus!


Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails