quarta-feira, 1 de junho de 2011

NÃO VÃO ME CALAR, AH, NÃO VÃO NÃO!




DECLARAÇÃO UNIVERSAL
DOS
DIREITOS HUMANOS







Abaixo dois artigos retirados do texto da Declaração Universal dos Direitos Humanos:



Artigo XVIII
Todo o homem tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, isolada ou coletivamente, em público ou em particular.

Artigo XIX
Todo o homem tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferências, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios, independentemente de fronteiras.

Estes dois artigos explicam uma das razões pelas quais sou contra a PL 122.


Porque é assim que eu quero viver:

Livre para pensar.
Livre para expressar meu pensamento.

Eu quero CONTINUAR a ser LIVREEEEEE !!!!!

E você? Quer continuar sendo livre também ou vai querer ser amordaçado?
Se abrirmos precedentes aprovando a PL 122 é possível que  amanhã outro "grupo" se mobilize para reivindicar algo que te impeça de expressar teu pensamento em alguma área jamais imaginada...

Pense nisso.

15 comentários:

Permafrost disse...

Fui lá ler de quê se trata a 122, e fica um pouco difícil de entender qualoporquê da reclamação toda. O texto prevê a condenação de "crimes resultantes de preconceito". Ora, crime é crime; se vc apedrejar um gay em praça pública o crime não é pq ele é gay, mas pq é uma pessoa. Mas òbviamente a motivação do crime vai pesar na sentença do juiz. Se vc apedreja uma pessoa pq ele tem nariz redondo, chama-se a isso 'motivação fútil'; se vc apedreja uma pessoa por ser gay, a motivação talvez não possa ser chamada de 'fútil', mas se a pessoa tem garantido pela constituição o direito de ser o q bem entender, então fica difícil não ver uma motivação dolosa. A pessoa tbm tem garantido pela Bíblia o direito de ser o q bem entender enquanto estiver viva; então fica BEM difícil de entender a reclamação. Pq (prestenção agora) a constituição *DEFINE* os "crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero", e não vejo nas definições (abaixo) qqer coisa q não seja bom-senso democrático. Talvez, preu entender melhor, vc devesse apontar exatamente qual é o problema com essas definições:
• Praticar o empregador ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta.
• Impedir, recusar ou proibir o ingresso ou permanência em qualquer ambiente ou estabelecimento público ou privado, aberto ao público.
• Recusar, negar, impedir, preterir, prejudicar retardar ou excluir em qualquer sistema de seleção educacional, recrutamento ou promoção funcional ou profissional.
• Sobretaxar, recusar, preterir ou impedir a hospedagem em hotéis, motéis, pensões ou similares.
• Sobretaxar, recusar, preterir ou impedir a locação, a compra, a aquisição, o arrendamento ou empréstimo de bens móveis ou imóveis de qualquer finalidade.
• Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público.
• Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas ao demais cidadãos ou cidadãs.
• Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero.
• O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.

Então, não é crime vc ter opiniões e expressá-las. A lei é sobre *ações* discriminatórias; portanto, depende do local e da maneira como vc expressa tuas opiniões.Se vc não gostasse de gente com nariz redondo, ¿vc faria discursos inflamados no púlpito da igreja, sabendo q na platéia tem gente com nariz redondo? Seria apenas indelicado. Pois então. Se vc não partir prà ação, não vejo nada a reclamar nessa lei. Ninguém vai mandar a rádio-patrulha prender teu pastor pq ele tá no culto lendo e comentando os versos da Bíblia q comandam todo crente a matar gays.

E outra, se Deus depois vai se encarregar de enviar os gays pro inferno, ¿por quê tanta diligência em atacá-los nesta vida? ¿Vc acha mesmo q certas pessoas devem ter menos direitos do q outras?

Entenda: só tou querendo entender melhor se há alguma justificativa racional prà reclamação.

Beijos escandalosos.

Maria Isabel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Isabel disse...

Assista o vídeo http://www.youtube.com/watch?v=jIOOE0n2V5g

O que o Movimento Gay quer é que no Brasil haja uma classe diferente e privilegiada de pessoas, que estão acima de quaisquer críticas. Os cristãos creem que mudar a forma natural de se fazer sexo, seja entre pessoas do mesmo sexo ou de pessoas com animais,é abominável. Liberdade de expressão é LIBERDADE DE EXPRESSÃO, isso inclui expressar-se em qualquer lugar, seja no bar da esquina, no banco da praça, na tv ou na internet, respeitando, é claro, certas leis já existentes, e usando o bom senso, ou seja, não vou dizer que homossexualismo é pecado no salão que frequento se o meu cabeleireiro for gay só pra provocá-lo, apesar de poder faze-lo já que a lei me dá esse direito. Expressar o que se pensa não é ofender, agredir, humilhar, denegrir, é expressar o que se pensa a respeito de qualquer assunto. "Eu não gosto do Presidente da República", "os petistas são todos safados", "eu desaprovo o candomblé" "os corinthiano são maloqueiros", etc... são opiniões que podem "doer" nos presidente, nos petistas, nos corinthianos e nos adeptos do candomblé, mas nem por isso são crimes. São opiniões. Eu não aprovo o homossexualismo. É uma opinião que pode me dar cadeia, segundo a PL 122. Ora bolas... é ridículo antes de mais nada, e anti-democrático e uma afronta aos meu direito de dizer o que penso onde achar que devo! Os gays precisam é de psicólogos para terem sua auto-estima levantada e largarem mão de se sentirem desprezados pela opinião dos outros! (cá entre nós... eles se sentem assim porque sabem que sua conduta não é uma conduta NATURAL)e querem resolver SEU PROBLEMA DE IDENTIDADE acusando os outros. É uma forma aliás compreensível. A quem se sinta mais importante diminuir o outro. Para que alguém não se sinta tão culpado por alguma coisa basta dizer: "o outro faz pior" e a carga da culpa fica mais leve. É disso que trata a PL122. Culpar os heterossexuais por se saberem normais, assim eles não parecerão tããão anormais. Só que eu não quero pagar a conta da culpa que eles mesmos carregam!! E mais, já que vc falou em agressão física. Se alguém der um cassete em um homossexual poderá não ser culpado apenas de agressão física, mas também de ação preconceituosa!! Ora faça-me o favor! Onde isso vai parar? Não vai ter cadeia que chegue! E não vai haver estantes suficientes para arquivar taaantos processos que surgirão!!

2 de junho de 2011 20:18

Maria Isabel disse...

Eu tenho o direito de não querer uma empregada lésbica trabalhando na minha casa. Não iria me sentir a vontade de deixá-la a sós com minha filhinha pré-adolescente, por exemplo. Então, apesar de suas excelentes qualificações eu não lhe dou o emprego, ou a demito sem justa causa. É um direito que me assiste, mas...com a PL122 posso ser processada por preconceito, sabia? Se eu tira meu filho da aula de guitarra ao descobrir que seu novo professor é gay poderei ser processada também, e etc. etc. Seria o FIM DO MUNDO!! Aí sim é que vamos ver discriminação verdadeira. Hoje heteros e homos convivem pacificamente em qualquer ambiente (trabalho, faculdade, shoppings, ruas, etc.) mas a PLL 122 vai abrir 2 trincheiras, viveremos com medo de nos relacionarmos com eles, coisa que hoje não acontece. Vamos querer passar a metros de distancia de qualquer gay. Será um novo tipo de aparthaid às avessas: gays de um lado, heteros de outro (veladamente, senão...vai pra cadeia!). Ridículo...e triste.

Maria Isabel disse...

E respondendo esta tua pergunta: "Vc acha mesmo q certas pessoas devem ter menos direitos do q outras?"
Não, não acho que algumas pessoas devem ter menos direitos do que outras, por isso mesmo é que não quero ver meu direito de viver de acordo com meu modo de pensar cerceado e nem me ver privada do direito de dizer o que penso. Direitos civis IGUAIZINHOS para os heteros e para os homossexuais. Isso de acordo com a lei dos homens, já com relação às leis de Deus... a justiça aí é outra. Deus não aprova o homossexualismo, apesar de amar os homossexuais. Isso é algo assim como quando um filho da gente cola nas provas ou pega dinheiro da nossa carteira. A gente não deixa de amá-lo apesar de sua conduta que nos desagrada. E mesmo amando-o a gente o castiga, não deixa jogar video-game por uma semana ou o deixa sem mesada. O mesmo acontece com Deus. A Vida Eterna é para os o reconhecem como seu Deus e o respeitam e seguem seus mandamentos. Não é o caso dos homossexuais praticantes, a menos que se arrependam e peçam perdão por seus pecados e mudem sua forma de vida.

Permafrost disse...

Tscupaê, mas vc não apontou na listagem de definições de "crimes resultantes de preconceito", qual delas diz q, se vc expressar tua opinião sobre o HS, vc pode ser presa. E se tem algum artigo na constituição ou nessa emenda proposta q não tá nessa lista acima e q resultaria em cadeia.

Sobre empregada lésbica ou professor gay, tbm não vejo problema. Seria a mesma coisa caso a empregada ou o professor tivessem mau-hálito: vc não diria a eles diretamente q os despede por causa disso. Já recusei aluno por causa de mau-hálito, e não precisei especificar. Fiz o q faço sempre com recusas por outro motivo: digo q não tenho horário disponível, não tenho carro, &c —exatamente como a gente faz qdo não quer ir a uma festa e não quer ofender. Vc tem q entender q esse ítem da lei ("Praticar o empregador ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta.") tá ali apenas pra apaziguar os q se sentem vítimas de preconceito. ¿Como é q um, digamos, romeno provaria q foi despedido *porque* é romeno? Se o Excetutivo seguisse a Constituição à risca, iríamos TODOS presos, por um motivo ou outro. Ele tem q interpretar muitas coisas com bom-senso, cum grano salis. Assim como vc, num país civilizado, tem q seguir a Bíblia cum grano salis: se vc a seguir à risca, vai presa por apedrejar adúlteras (¡só as mulheres!), incinerar um touro em teu quintal, vender tuas filhas como escravas, ter escravos, matar teu vizinho q trabalho no sabat, &c &c. É claro q vc tem o bom-senso de não seguir a Bíblia ao pé da letra; tbm o juiz de bom-senso fará isso com a Constituição.

Uma coisa q essa emenda claramente faz é precaver o brasileiro contra excessos ridículos tais como o da família Phelps (¿conhece essas figuras?) q acontece nos Euá —o paraíso da liberdade de expressão.

Maria Isabel disse...

“Art. 6º Recusar, negar, impedir, preterir, prejudicar, retardar ou excluir, em qualquer sistema de seleção educacional, recrutamento ou promoção funcional ou profissional:

Pena – reclusão de 3 (três) a 5 (cinco) anos.
Parágrafo único. (Revogado).”(NR)

é claro que esse item da lei ñão foi colocado ali apenas para apaziguar os ofendidos, estã ali para ser cumprido caso haja alguma queixa e a pessoa seja julgada culpada... mas vc viu que não é necessário ofender alguém especificamente, basta expressar seu ponto de vista e BUM!


“Art. 20-A. A prática dos atos discriminatórios a que se refere esta Lei será apurada em processo administrativo e penal, que terá início mediante:

I – reclamação do ofendido ou ofendida;


Vai que no recondito do lar a empregada escuta a mãe orientando o filho sobre homossexualidade ser pecado, e recomenda-lhe que se afaste do filho da empregada que é gayzinho e vive dizendo por aí que é namoradinho dele. Pronto, será o suficiente para denunciar a patroa com a qual jã teve algumas tretas sobre trique triques domésticos diversos, acusando de discriminar seu filho homossexual ao induzir o afastamento dele, fazendo uso deste artigo aqui:

“Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero:

então...vixeeee...cadeia na certa... E se o juiz for gay entãooo...quem garante que não será induzido a julgar mediante foro intimo? sei lá se esse é nome certo, mas vc me entende: coisas que ficam no subconsciente das pessoas e que consciente ou inconscientemente vão botar pra fora um dia, julgando quiçás culpado alguém que quis apenas educar seu filho de acordo com seus valores.

Bem, e teu exemplo de despedir algum por ter mau hálito... não há legislação sobre isso, mas vai que... melhor tomar cuidado!!

Permafrost disse...

Fica sossegada q o art 6° ou 20°não vão botar ninguém na cadeia por "recusar, negar, impedir, preterir, prejudicar, retardar ou excluir" um homossexual ou um muçulmano ou um cristão ou um índio num processo de emprego pra empregada doméstica ou professor de violão pra teus filhos. Dentro de tua casa, vc é soberana: juiz tem mais a fazer do q ficar ouvindo diz-q-diz entre patroa e empregada. Os pais têm voz suprema sobre qqer decisão q envolva seus filhos. Olha só tua própria família: vc educa teus filhos segundo uma doutrina fundamentalista cristã q a maioria do mundo reprova (4 contra 1), e tudo bem: ninguém vai te pôr na cadeia por "recusar, negar, impedir, preterir, prejudicar, retardar ou excluir" teus filhos a uma educação mais pluralista. Então ¿qual é o problema? Cada macaco em seu galho. Deixa os caras no deles.

"O puritanismo é o horror à idéia de q alguém nalgum lugar possa tar sendo feliz." (Mencken)

"se o juiz for gay"
Nem se preocupe com isso. Nunca ninguém vai te processar por expressar não-violentamente uma opinião não-violenta. Opinião é q nem cu.

Se o homossexualismo é uma decisão, tua conversão pra essa religião tbm é: então essa lei protege vc da mesma forma. Se o homossexualismo é algo da natureza de certos indivíduos, tua cor de pele, tua aparência física &c tbm são: então essa lei protege vc da mesma forma. Note uma coisa: o q essa lei já fazia com outras decisões ou naturezas —e agora se propõe q inclua o homossexualismo— é delimitar com mais clareza os âmbitos de vida q JÁ estavam separados. O q acontece é q cristãos batistas se juntam num canto, e muçulmanos noutro; nisseis se juntam num canto, indígenas noutro; homófobos num canto, travecos noutro, &c. As relações entre esses grupos é q tem q ser esclarecidas e pacificadas, não a relação entre vc e teu vizinho gay (deve ter um monte em tua rua: cuidado qdo sair de casa), pois a relação individual entre uma pessoa e outra sempre foi, é e sempre será regida pela hipocrisia —e a hipocrisia é uma grande pacificadora e construtora de civilizações: onde há hipocrisia, a paz não precisa de decreto.

Leia dois textos meus interessantes sobre o assunto:
hipocrisia e cinismo 1
hipocrisia e cinismo 2

O grande problema aí pode ser q VOCÊ (igual a tantos crentes) tenha algum problema com a homossexualidade, q não te permite deixar esse assunto quieto. Então vai com calma aí; se não, vc estoura uma veia.

Beijos escandalosos.

Maria Isabel disse...

se vc a seguir à risca, vai presa por apedrejar adúlteras (¡só as mulheres!),

Nada disso: As leis dadas a Moisés, por Deus, enfatizam a santidade do casamento, e o castigo para quem desonrasse o compromisso era este:

¨Se um homem adulterar com a mulher do seu próximo, será morto O ADÚLTERO e a adúltera.¨ Lv 20.10
A história que vc conhece do novo testamento é que os escribas e fariseus, tentando ver qual seria sua atitude, para o acusarem caso desobedesse a Lei, trouxeram APENAS A MULHER (qdo o certo, pela LEI do AT seria terem trazido os dois. Não é e nunca foi ensinamento bíblico a injustiça de apredrejarem apenas a mulher). Mas Jesus, que veio ao mundo para SUBSTITUIR ELE MESMO castigo pelos pecados de todos e arrependem, deu a seguinte resposta: AQUELE QUE NÃO TIVER PECADO ALGUM QUE ATIRE A PRIMEIRA PEDRA. todos, sem excessão foram embora. E Jesus disse a adúltera: Vá e não peques mais.

Ou seja, nada de apedrejamento mais. Jesus ensina perdão ao arrependido e mudança de vida (não peques mais, disse Ele).

Maria Isabel disse...

segue...
Vc pode fazer uma idéia de como era o mundo naquele tempo? De como era a vida em sociedade? O Livro de Levítico foi escrito há +- 3400 anos, 3 milenios e meio, quase...O contexto do AT era um mundo diferente do nosso, os povos eram guerreiros, não havia diplomacia, a
regra dos homens era ^olho por olho, dente por dente^, Deus se fazia compreender através de leis que eles pudessem compreender. Não havia o conceito de ^amor ao próximo^, do ^é dando que se recebe, do ^dar a outra face^. Eram mesmo leis inconcebíveis ao nosso entendimento do sec XXI, mas aceitas como normais no ano em que foram escritas +- há 3400 ANOS ATRÁS.Sei q vc é uma pessoa inteligente e pode IMAGINAR isso, ou pesquisar caso não consiga ter idéia. Deus BANIU essas leis há 2011 anos atrás!

Trocou TODAS AS LEIS por APENAS esta: AMARÁS O SENHOR TEU DEUS, DE TODO O TEU CORAÇÃO, DE TODA A TUAL ALMA, DE TODAS AS TUAS FORÇAS E DE TODO O TEU ENTENDIMENTO E ^AMARÁS O TEU PRÓXIMO COM A TI MESMO^
E o próximo nos vs seguintes é todo homem, independente de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero.” ......Isso te lembra alguma coisa? Deus manda AMAR OS HOMOSSEXUAIS e não apedrejá-las. ISSO É O QUE ELE MANDA!! Se há - e hás há - pessoas que não fazem o que ELE manda, é problema delas, vão se ver com a justiça dos homens agora (e com a de Deus na eternidade). Mas apesar de amá-los Deus não aprova sua opção sexual, pois é uma aberração contra o proposite Dele para o homem e mulher, que é serem os dois marido e esposa e terem filhos. É por causa da desobediencia deles e rebeldia que estamos nesta situação de imoralidade sexual a que chegamos que causa dor, sofrimento e morte tanto aos que a praticam qto a sua familia. O projeto de Deus é que todos - sem excessão - sejam felizes e sejam motivo de felicidade aos outros. Há muitas razões que levam alguem a ser homossexual, posso entender isso, mas uma pessoa que sente atração por crianças PRECISA se controlar, não é? não PODE deixar seu afeto e desejo se sobreporem ao que é normal, lícito e decente. Assim deveria ser tbm com os homossexuais. A sociedade e as crianças estão sendo EMPURRADAS para uma vída promíscua e imoral, vc sabe disso. (a cartilha do MEC que o diga, e as novelas da globo também). Neste século podre as pessoas tendem a trocar o mal por bem e o errado por certo. Essa é que é a verdade.

Maria Isabel disse...

segue no prox. comentário... Quem nada contra a correnteza, que quer levar tudo e todos ao caos social, familiar etc. é taxado de fanático, e outros adjetivos pejorativos. Porque há 50 anos pensar como os cristãos pensam hoje não era considerado fanatismo? O ser humano é o mesmo desde sempre, e se há trocentos anos ser homossexual era escandaloso, o que foi que mudou? Certamente não foram os orgãos sexuais que agora tem outra finalidade, certamente não foram as emoções humanas, os afetos, etc. o que vai mudando é a sociedade, a cultura, a mente do homem que se deixa corromper. Um exemplo li estes dias. Em 2013 um desvio de comportamento considerado uma doença psicológica chamada Narcisismo vai deixar de fazer parte da lista de doenças psiquicas porque em vista da exposição na internet (fotos de si mesmo em mil poses diferentes) e em vista da disputa que as redes sociais provocam em busca de mais e mais seguidores em sites, twitters, etc. dando a quem tem mais a sensaçào de valor, a Soc.Brasil.de Psicologia ou algo parecido, vai eliminar o narcisismo do rol de doenças psiquicas. Isso é uma prova de como a vida moderna tem modificado os valores essenciais, que deveriam ser preservados. A aceitação de que o homossexualismo é natural vai na mesma direção. Os que lutam para preservar valores antes considerados bons é que são os errados agora.

Então tá, se for assim que é pra ser vamos mudando a cada nova onda, cada nova tendencia, cada novo vento que sopra deixando de lado todos os princípios apenas para sermos ^aceitos^ como evoluídos. Tem evolução que não vale a pena, é nada mais que uma in-volução, uma implosão de tudo o que é para ser considerado bom, de boa fama, honesto, decente e agradável.

Acho que já deu...ufa!!

Permafrost disse...

Ma ¿pur quê não pubricou meu comentário anterior, oras pinoras?

Qdo se entra em assuntos de moralidade, o crente tem q fazer uma baita ginástica mental pra conciliar as escrituras com a realidade. Por exemplo, vc diz q o mundo do AT era "muito diferente do nosso", "os povos eram guerreiros, não havia diplomacia, a regra dos homens era olho por olho, dente por dente". Mas aí, falando de hoje, vc diz q "o ser humano é o mesmo desde sempre". Ué?!?

Aí vc pergunta: se trocentos anos atrás, ser homossexual era escandaloso ¿quê foi q mudou? Bom, o q mudou é fácil de ver: a população MUNDIAL em 3mil a.C. era de uns 20 milhões de pessoas, 300 vezes menos do q hoje. O q era fácil escamotear naquele tempo, já não é mais. Hoje há menos ignorância sobre o próximo. Vc não pode aplicar a 6 BILHÕES de pessoas exatamente as regras q valiam pruns gatos-pingados no meio dum deserto 5 mil anos atrás. Veja este trecho q publiquei em meu blogue em 2007:

«Por conta dessa ignorância sobre o diminuto (micro-organismos, genes, elétrons) e o vasto (planeta, galáxias, universo) as tradições religiosas lidam forçosamente apenas com combinações triviais de problemas entre as gentes normais e numerosas —tipo nascimentos, casamentos, mortes, negócios, traições, doenças, &c. Além disso, nos tempos bíblicos (ou védicos ou búdicos ou confúcicos ou muçúlmicos), havia muito menos gente do q hoje. A população MUNDIAL em, digamos, 15 de maio de 5 a.C. era de apenas uns 200 milhões, um trigésimo do q é hoje. Assim, havia logicamente menos variedade de experiências, e a pouca variedade q havia estava circunscrita entre extremos menos díspares. Um sujeito ia à guerra e via gente sendo degolada, queimada e pisoteada… mas nunca via ninguém explodir em mil pedaços ou virar pó em segundos; todos sabiam q havia um homossexual aqui e outro ali… mas nem se imaginava q milhares deles poderiam fazer uma festa numa avenida do tamanho duma cidade bíblica (a população de Jerusalém naquele mesmo 15 de maio era de 80mil; a parada gay de SPaulo na virada deste século teve cerca de 100mil). O mundo de hoje é pelo menos (!) trinta vezes mais complexo do q era qdo aqueles profetas profundamente provincianos enumeravam suas regras universais de convivência.»

Outra coisa. Se VOCÊ tivesse vivido nos tempos de Jesus, tua "lei de Deus" teria sido o Levítico, e vc teria visto com profunda desconfiança alguém q chegasse dizendo "amai-vos uns aos outros" e contradissesse outras dezenas de comandos bíblicos pelos quais vc pautava tua vida. ¿Não dá pra ver um paralelo aí? ¿Como é q vc pode ter certeza de q Deus não tá querendo agora mudar mais um detalhezinho? Hm?

Vc diz q "ama os homossexuais", pq é um "comando" de Deus. Acho q eles não ligam muito pra amor comandado, não. Não precisa amá-los: pode continuar odiando; o q eles querem não é teu amor: o q eles querem é direitos civis. O q vc tá dizendo é isto: "Olha, eu AMO os homossexuais. Eu só não quero q eles cheguem perto de mim, q convivam com meus filhos, q limpem minha casa, q apareçam na tevê, q escolham o q ELES acham o q é melhor pra eles, q cruzem comigo na rua de mãos dadas, q tenham direito civis, e q sejam iguais a mim perante a lei. Fora isso, eu AMO os homossexuais." Tsk tsk tsk.

Olha, tudo isso q escrevo é pra te acalmar, viu? Não vá rebentar uma veia por causa duma novidade no mundo. Proporcionalmente, a humanidade sempre foi a mesma, e sempre será. Leia, a propósito, a história de Davi e Jônatas, e veja se aquilo não é coisa de gay.

Maria Isabel disse...

Parece que não era assim tão difícil aplicar a Lei Mosaica, mas apenas parece. O homem era tão, mas tão danado de desobediente que tinha que viver fazendo ofertas de sacrifício por seus inúmeros pecados (seria bem mais fácil se não os cometessem tanto...). Justamente foi o que Deus fez, diante da desobediencia. Resolveu essa questão de uma vez por todas através de Jesus, a última chance que nos dá para nos reconciliarmos com Ele (Deus). E sim, estou certíssima de que não vai mudar mais nenhum detalhezinho, porque é o que afirmam as escrituras, nas quais creio como sendo inspiradas por Deus. É Sua Palavra, e Deus não é homem pra mentir.

E eu amo mesmo os homossexuais, um amor ágape, não amor fileo nem amor eros. É um amor desinteressado, que faz com que amemos alguém incondicionalmente. Eu amo os homossexuais SIM! Amo os criminosos, amo os drogados, amo os que me ofendem. Não por causa dos comandos, mas porque aprendi a amar assim. Na minha vida depois da conversão já tive oportunidde de experimentar - e vivenciar - esse amor. Sabe o que é ajudar alguém que te desprezou, te humilhou, qdo essa pessoa precisou? Sabe o que é fazer algo por alguém incognitamente e se alegrar pela pessoa, sem que jamais ela soubesse que fui eu que ajudei? Davi e Jonatas se amavam sim. Amor ágape. A Luiza ama sim a amiga Michelle (de Blumenau). Poucas vezes vi duas amigas que se amam como elas. Não são homossexuais. A Michelle tem namorado e a Luiza gosta de rapazes. Eu amo minha amiga Neucide. Amo mesmo. Sinto falta dela, gostaria de te-la por perto, faria qualquer coisa por ela. Amor ágape, não homossexual. Aliás, muitos jovenzinhos hoje, estimulados pela mídia, confundem esse sentimento quando amam muito algum amigo e acham que são gays. Já ouvi muuuitos testemunhos nesse sentido. Só que não conhecem que isso é amor ágape, e induzidos por revistas, novelas, filmes, moviemento das GLTTXYZ... livrinhos (já vi um rosinha com letras douradas na livraria Nobel em Taubaté para garotinhas, induzindo-as a beijarem as amigas!!). Você ama algum amigo? Se ama saberá o que é isso, se não ama... não pode saber o que estou falando.

Permafrost disse...

Ah bom… Pensei q vc tava falando de amor filo. Se é um amor ágape, uma amor de auto-sacrifício, de abnegação &c, então tudo fica muito mais fácil: vc aí terá o ânimo e a iniciativa de AJUDAR os gays a terem seus direitos civis ou, pelo menos, a iniciativa de não falar contra. ¿O amor não é lindo?

Sobre D&J… sei não. Tem gente falaaando.

Maria Isabel disse...

É mesmo, tem gente falando, gente que não conhece o amor ágape, só o amor Eros!! Sâo os que veem tudo pela ótica do sexo, vivem e matam por sexo, não tem controle sobre seus impulsos carnais, só pensam ^naquilo^! O sexo é começo, meio e único fim de um relacionamento para eles. Não um complemento. É...tem mesmo gente que fala...

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails