terça-feira, 7 de junho de 2011

ARGUMENTOS IMBATÍVEIS contra a PL 122. Não deixe de assistir, OK?

13 comentários:

Anônimo disse...

Nossa, que pânico.

Permafrost disse...

Não vi sequer UM "argumento imbatível"; só medo medo medo.

Acho q tanto esse Bolsonaro qto o outro qto vc deveriam pensar melhor a lógica do q tão dizendo. Essa lei já diz q NINGUÉM pode discriminar por cor, etnia, religião, &c, e o q vcs religiosos tão lutando pra conseguir é a EXCEÇÃO e o privilégio de poder discriminar gays e SÓ gays. Esse privilégio seria já em cima do de não pagar impostos, q toda entidade religiosa tem. Então, ¿por que vc não faz assim, ó?: antes de campanhar contra essa emenda, campanha pra q toda igreja, templo, mesquita, sinagoga, culto &c PAGUE IMPOSTOS ao governo federal, e aí talvez os crentes tenham um pouco mais de moral pra influenciar nas leis q se aplicam a TODA a população, e não só aos q embasam suas ideologias na pasteurização do ser humano.

Somos TODOS diferentes; os crentes só tem q enxergar q somos MUITO mais diferentes do q vcs supõem, e muitíssimo mais do q era POSSÍVEL ser 3 mil anos atrás. Mas o q é justo sempre foi justo; e não é justo as crenças quererem se meter em tantos assuntos se não pagam impostos

Maria Isabel disse...

Quando os argumentos começam a faltar é natural desviar-se o foco da discussão em questão para abrir outra frente de discussão - no caso, a isenção de impostos das igrejas. Mas de todo modo, respondo que essa isenção é legal, coisa que não aconteceu com O STF, que ignorou o que está na Constituição. O que a militância gay deveria ter feito, mas não fez, era ter lutado para MUDAR o artigo 226 da Constituição, mas preferiu fazer terrorismo, com a tal PL 122, onde há cláusulas que criminalizam qualquer manifestação de ordem filosófica. Uma pegadinha, na verdade, para quem nao cre que a Bíblia é a Palavra de Deus, o cristianismo não passa de uma filosofia. É esse detalhe que vai embasar toda e qualquer expressão de opinião que afirme que homossexualismo é pecado. Se assim não fosse, a Sra. Marta Doida Suplicy não teria mencionado que vai fazer uma "emenda" na PL 122 liberando para apenas DENTRO DOS TEMPLOS esse tipo de opinião. Ora faz favor! Estamos tratando de LEIS, DE RESPEITO A CONSTITUIÇÃO. Coisa que nós, cristãos, temos feito. Ah, e não precisa apontar casos isolados onde o HOMEM - e não o cristianismo - errou, cometeu crimes em nome de Deus e abusou da fé dos fiéis, porque como eu e voce sabemos, não existem pessoas perfeitas. Há gente desonesta e corrupta em qualquer lugar da sociedade. Mas a igreja séria, os homens de Deus honrados, tem buscado honrar a LEI e obedecer aos seus governantes, o que aliás é uma ordem divina:

"Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas.

Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos.

Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá." (Rm 13.1...)

Quando a constituição afirmar que família é a união de qualquer um com qualquer um, basta sentirem AFETO, então não teremos muito o que fazer, ainda que continuemos crendo que homossexualismo é pecado. (segue)

Maria Isabel disse...

O que está faltando é visão. Imagine esse direito de se considerarem família abre campo para aberrações do tipo: propaganda de margarina com um casal de gays felizinhos com sua (sua??) prole em função de alguma nova lei que virá na esteira desta, do tipo: A partir de hoje X% das propagandas e novelas tem que ser gays (como no caso, justo, dos negros); a partir de hoje não se pode mais fazer propaganda de dia dos namorados só entre sexos opostos, há que haver um mínimo de x% de anúncios de namorados gays comprando presentinhos pros seus pares; nas escolas não se poderá mais comemorar o Dia das Mães (já que tem gente que não tem mãe e sim dois pais). Vai parecer discriminação se a escola der um barbeador preso a um cartão no dia dos Pais, pois haverá crianças com duas mães. Permafrost, a coisa não vai parar por aí. Vc não tem filhos, e isso mostra a tua falta de preocupação com o futuro. Tua geração vai acabar daqui a uns anos qdo vc morrer, mas a minha - meus quatro filhos - terão que continuar aqui, criando seus próprios filhos. Que valores de família restarão daqui a alguns anos? Sodoma e Gomorra... é isso mesmo o que nos aguarda. Lascívia, desordem psicológica, imoralidade, devassidão. Semana passada vi por acaso (quase vomitei, mas fiquei firme pra ver o que era aqui, até que não pude mais e troquei de canal) um programa em que o reporter (um desses do CQC) entrava em um lugar onde havia troca de casais, um bando de corpos rolando em pisos acolchoados, uns fazendo sexo oral nos outros enquanto outro fazia sexo anal e etc. O reporter entrevistou um casal CASADO que entrou ali em busca de turbinar seu relacionamento. Eles tem filhos adoelscentes e pediram pra não serem identificados por causa dos filhos, para não dar esse exemplo a eles. Ora, que imoralidade!! O que eu quero pra mim tem que ser o que eu quero para os meus!! Se há algo de que me envergonho então NÃO DEVO FAZER!! A maré avassaladora da imoralidade está destruindo os valores básicos do homem. Desvios de comportamento cada vez mais são tratados como normais, pq dá trabalho tomar partido contra. É mais fácil ir na correnteza. Os homossexuais não são menos dignos e merecedores dos seus direitos civis que os heterossexuais, apenas, diante de Deus eles são pecadores, assim como as prostitutas, os que fazem sexo com animais, os criminosos, mentirosos, idólatras, etc. Para Deus não existe pecadinho ou pecadão (isso é invenção catõlica, não bíblica). E nossa constituição quando foi escrita foi pautada por princípios Divinos. Basta ver o que está escrito nas cédulas: Deus seja Louvado. Nas repartições,
e escolas públicas há cruzes dependuradas, os prédios principais das praças são igrejas. Não há como negar que somos um país cuja maioria é cristã, com seus valores fundamentados na bíblia. Democracia é assim, a maioria é a que dá o tom - ou deveria ser, ao menos - As militancias gays são minoria e estão querendo impor à maioria que seu estilo de vida mude a forma de pensar dos cristãos através de leis que desrespeitam a Carta Magna. Milhares e milhares de cultura heterossexual não podem ser mudados apenas porque um gay ou outro foi atacado por um maluco qualquer, ou porque como bem disse o Dep. Bolsonaro, a mídia publica o que lhe interessa (Globo principalmente, de preferencia mantendo-se neutra...vai que... e o público mesmo não tem como influenciar a opinião dos outros, a não ser atraves de centenas de blogs, e das redes sociais. Como eu faço. Um grãozinho de areia na imensidão da praia, mais ainda assim, um grãozinho.

Maria Isabel disse...

E por falar em isenção de impostos... Saiba que as igrejas estão presentes onde o Estado não está: Centenas de creches, orfanatos, centro de recuperação de dependentes químicos, de alcólatras, escolas, etc. são mantidos com o dinheiro das igrejas e de doações. Só para constar, 3 exemplos: A nossa aqui em Maringá, por exemplo, mantém o Lar Betania (aliás, neste domingo vamos almoçar lá) http://www.odiario.com/maringa/noticia/185126/lar-betania-mais-que-abrigo-convivio-familiar-e-carinho/, a nossa igreja em Blumenau mantinha o CERENE, http://www.cerene.org.br/institucional.php etc. , as Igrejas Batista mantém asilos, etc, etc. Ainda quer que paguem impostos? Lute então, para mudar essa lei que te incomoda tanto, junte pessoas, faça barulho, é direito seu!

Permafrost disse...

Não me faltaram argumentos. Vc é q não os ouviu.

200 anos atrás, os religiosos invocavam a Bíblia pra negar direitos civis aos negros. Diziam (e *ainda* tem gente q diz) q os negros eram descendentes de Caim, e tinham q pagar por ele servindo aos brancos. 100 anos atrás, os religiosos invocavam a Bíblia pra negar direitos civis às mulheres. Diziam (e *ainda* tem gente q diz) q as mulheres existem pra subservir aos homens. Você pode votar hoje pq antes de vc houve mulheres q se recusaram a aceitar essa vileza. Hoje, os religiosos invocam a Bíblia pra negar direitos civis aos homossexuais. O bordão SEMPRE foi "Deus me ama. Portaaaaanto, posso negar direitos civis às pessoas cujo comportamento ele teòricamente reprova." Na verdade é só medo. Relaxa.

Maria Isabel disse...

Vc pode dar zilhões de exemplos de pessoas que desvirtuam e interpretam o Evangelho como querem. Pegam algum texto FORA DO CONTEXTO e o usam como PRETEXTO para seus objetivos excusos, egoístas, maus, etc. Eu posso votar hoje porque deixou-se de empregar exatamente isso: um texto FORA do contexto. Eu não pesquisei, mas não acredito que a igreja (instituição) tenha se oposto ao voto feminino na época,... mas vou pesquisar.

Nos tempos de Jesus homens não falavam com mulheres (questão cultural) e muito menos com mulheres samaritanas e muito menos sendo pecadoras, mas Jesus conversou com 1)mulher 2)samaritana 3)de vida duvidosa. Ensinamento prático: não fazer diferenças entre homem e mulher, não fazer acepção de pessoas "E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas" Mas nem por isso ele aprovou sua conduta. Vc confunde reprovar ATITUDES com reprovar A PESSOA!

Não ouvi um só pregador (Silas Malafaia, Paschoal Piragine, só pra mencionar os dois que aparecem na mídia contra a PL122) dizendo que os homossexuais não tem direito aos direitos civis!! Nunca ouvi isso em igreja nenhuma. Ninguém diz isso!!! A Constituição foi aviltada pelo STF e será novamente pela PL122 caso seja aprovada. Porque vc não diz nada a respeito? Está evitando esse assunto porque? Não cré que ela deva ser respeitada integralmente? Cre que ela pode ser ignorada dependendo do caso?
Se não está evitando, e não mencionou esse assunto por distração, então responda: O que vc achou do STF ter aprovado o casamento homossexual, passando a declarar casais gays como sendo uma família, mesmo contra o que diz o Art.226 da Constituição Federal? Outro assunto que vc levantou: Esse sujeito oculto pode ser substituido com certeza pelo sujeito definido DEUS. Mas não no sentido pejorativo, como aqueles que não conhecem O CONTEXTO TODO desejam. Leia isto que escrevi em abril: http://www.simplesassim.net.br/2011/05/quem-e-que-manda-na-tua-casa.html e veja como é que a interpretação de que "a mulher é capacho do homem" era totalmente CONTRÁRIA ao que Deus disse nos versos mencionados no texto do blog (e em muitos outros também).

Sempre HÁ QUE SE TER O CUIDADO DE SE OBSERVAR O CONTEXTO! Não é tarefa fácil! Por isso é preciso conhecer a bíblia toda para que não sejamos enganados por falsos ensinos. Esse cuidado se aprende na seguinte passagem que fala como os bereanos recebiam os ensinos que estavam sendo anunciados:

Maria Isabel disse...

"Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, EXAMINANDO CADA DIA NAS ESCRITURAS SE estas coisas (ensinos do apostolo Paulo) eram assim." Realmente, os que não conhecem, os que não conferem na bíblia, se deixam enganar por falsos ensinamentos, pois falsos mestres sempre existirão! Veja só a quantidade de seitas que existe. Estou estudando (por conta própria) sobre as Testemunhas de Jeová, uma das mais poderosas seitas da atualidade, mas já no início da era cristã haviam inúmeras seitas também. Alguns grupos evangélicos hoje estão jogando o nome de cristão na lama, inventando doutrinas não bíblicas com finalidade de enriquecimento pessoal. Posso citar vários deles! Enquanto isso, outros grupos evangélicos (que não interessam para a mídia, pois o que é bom não dá IBOPE)LUTAM para preservar a "sã doutrina", como é o caso das igrejas que frequentei em SP, Blumenau, Taubaté e a que frequento aqui em Maringá. São igrejas guardiãs da PALAVRA, e cuidam dia e noite para evitar desvios doutrinários em suas fileiras, já que às vezes aparecem alguns querendo trazer novidades alheias ao Evangelho de Cristo, e se a igreja (membros + pastores) não estiver bem preparada pode se deixar contaminar por essas novidades.

De modo que, aqueles fatos mencionados por vc (discriminação de negros, mulher capacho de homem) são desvios doutrinários alheios ao evangelho. Fazer o que... tem juiz do STF que não zela pelo que deveria zelar, assim também há religiosos que não zelam pelas verdades bíblicas... Mas assim como há juizes comprometidos com a verdade e a integridade das leis, também há cristãos comprometidos com as verdades de Deus.

Permafrost disse...

Pode ficar com tuas palavras "casamento", "família", &c. Toda nova cultura cria seus próprio vocabulário. O q os gays querem são os direitos civis, não são as palavras.

Desvios doutrinários… Igualmente tem gente dizendo q TUA interpretação da Bíblia é um desvio doutrinário. ¿Qdo é q vcs vão enxergar q interpretação de texto —ainda mais um texto tão caótico, de múltiplos autores, como é a Bíblia— tá aberto a zilhões de interpretações diferentes? Se na Bíblia aparece Jesus falando com diversos tipos de mulheres, é pq a alguém interessou dar essa informação. Então ¿vc tá dizendo q Jesus *nunca* conversou com gays? Tipo, "Ah, não com essa bichoca, não falo." Se Jesus existiu, claro q conversou. Qta ingenuidade. Teu cérebro foi tomado por um monte de frases feitas e medos construídos.

¡¡¡"Não se poderá mais comemorar o Dia das Mães"!!!

!!!!!!!!!!

¿De onde vc tira esses pânicos? Sai desse parafuso.

Relaxa. ¡Relaxa!

Permafrost disse...

Outra coisa é o problema em si q vc tá apontando: "imoralidade", "gomorra" &c &c. Se vc tivesse uma leitura mais variada, em vez de se focalizar na Bíblia, veria q todo mundo *sempre* teve reclamações parecidas. Tem peças de teatro gregas de 2500 anos atrás q falam a *mesmíssima* coisa q vc aqui agora. Tem contos da idade média q falam a *mesmíssima* coisa. Grande parte da Bíblia não é mais do q isso: narrativas de iniqüidades, imoralidades, gomorras, &c &c em q o "bem" sempre vence, como nos seriados de tv. Durante toda a história da humanidade é disso q se reclama. Todo mundo diz: tava ruim, agora tá pior. O presente momento só tem duas diferenças: (1) vc tem mais informação mais imediata (e só se noticia coisa ruim, pq notícia boa não vende jornal), e portanto tem pânicos com mais freqüência, tal como o mercado de ações; (2)a superpopulação —q 3000 atrás "Deus" ingenuamente incentivou com seu "crescei e multiplicai-vos", q na época parecia uma boa idéia (note q o comando só se aplicava aos judeus); cada cultura, cada pessoa reage à superpopulação de modo diferente: algumas se entregam à violência, outras à pobreza, outras ao barulho, &c. Todo esse paroxismo de moralismo q vem dos batistas se origina dos países de língua inglesa (note q grande parte do material q vc lê vem do inglês, mesmo qdo o autor é brasileiro); e o padrão de urbanização da Inglaterra e dos Euá é *completamente* diferente do padrão brasileiro.

Eu podia ficar aqui enchendo, mas a mensagem principal é esta: não tem *absolutamente* NADA a ver com falta de cristianismo "verdadeiro" da "sã doutrina". Nada. Zero. Vc gostaria q fosse assim, mas não é. Vc tá só vivendo o choque do pluralismo, trazido pela explosão da imprensa no século XX.

Então relaxa. ¡Relaxa! Usa tua religião pra VOCÊ ser feliz, não pra impedir a felicidade de gente de quem vc não gosta.

Olha o linque, pra vc entender melhor a cultura brasileira.

Maria Isabel disse...

Voce mesmo disse: "Usa tua religião pra VOCÊ ser feliz, não pra impedir a felicidade de gente de quem vc não gosta." DE NOVO: Em nenhum lugar você leu que eu não gosto dos gays, apesar de ser ISSO o que VOCÊ quer que eu diga. Nem sequer sinto isso. Eu não gosto das atitudes deles, que aliás, não me afetam em nada. PEssoalmente também não gosto de funk e não DAS pessoas que ouvem funk; de cocaína, e não DAS pessoas que usam cocaína; de sexo praticado por adolescentes, e não DOS adolescentes que o praticam, da falta de modos à mesa mas não DAS pessoas que não tem modos, etc. etc. etc. Você não está sabendo separar as coisas!!

Os cristãos estariam quietos, vivendo seu cristianismo conforme lhes agrada, se não fossem alguns malucos que querem, ELES SIM, IMPEDIR NOSSA FELICIDADE com a tal PL122. Eles sim estão IMPEDINDO cristãos de exercerem sua crença expressando seu pensamento livremente. Nunca vi crentes reivindicarem o fechamento de boates gays, de impedirem os gays de entrarem em suas igrejas. Na minha mesmo há um casal masculino, eles cantam e oram de mãos dadas, com os dedos entrelaçados na minha frente e ninguém mexe com eles. Estão ali, convivendo com todos igualmente. Por favor, leia o que eu escrevo e aceite como minha verdade. Eu não sou mentirosa. Eu NÃO desprezo os homossexuais. Eles é que, instigados por alguns líderes que sabe-se lá por que razões, (a destemperada Doida Suplicy é uma delas) começou com essa história toda. QUEM foi que deu início? Vc que é tão informado,poderia pesquisar. Os textos bíblicos estão ali, há séculos, sempre afirmando que homossexualismo é pecado. Viviamos todos em paz - heteros e homos - até que a tal PL tirasse nosso sono com ameaça de prisão caso usassemos da liberdade de expressão a que temos DIREITO POR LEI! PARE de QUERER ENXERGAR O QUE EU NÃO DISSE, OK? Ah, e vc não respondeu ainda sobre decisão do STF. Talvez porque até esteja de acordo comigo, mas não vai dizer isso, né?

Erika Fernandes disse...

acredito que a homofobia é uma dicriminação e que tem que haver sim uma lei que proteja os homossexuais porque antes deles serem gays eles são seres humanos e existe uma lei que diz que ao nacermos somos todos iguais, então se é pra não ser aprovada que retirem do código a lei de discriminação rcial, pois ambas, se jugam pelo mesmo fato de preconceito e o ser humano que não consegue respeitar outro sendo que é o único animal racional acaba tornando-se um bicho pois o único valor de vivermos é o respeito

Maria Isabel disse...

Prezada Erika, concordo com vc, que há que se ter respeito pelos outros, por seus direitos civis e religiosos inclusive. Criminalizar quem não concorda com a "pratica homossexual" por questões religiosas é um desrespeito à liberdade de crença. E essa é a questão central da PL 122. Exigir que os que não concordam não emitam mais sua opinião e se o fizerem serão considerados criminosos. Acaso os cristãos consideram crime os que os criticam, os que os chamam de ignorantes por crer num Deus invisível ou os que usam adjetivos pejorativos para se referirem à eles? Opinião eexercício de crença é um direito de todos. Inclusive dos cristãos!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails