segunda-feira, 29 de novembro de 2010

As tagarelas tagarelentas

Um conhecido meu, jornalista em Blumenau/SC (Carlos Tonet)  fez um desabafo em seu blog!
Estava irritado com duas moças que não paravam de conversar  bem nas suas costas, durante um seminário na cidade, inclusive durante a fala do prefeito!
______________________________________
Maria Isabel Sáenz de Zumarán

Quando li isso logo me lembrei de duas  situações similares pelas quais passei e que me deixaram igualmente indignada! Por que é que tem gente desse jeito, sem um pingo de educação,  em locais nos quais se espera exatamente o contrário?
 
A última delas foi na reunião do Conselho Municipal de Saúde de Maringá no qual participei como representante do Conselho Local de Saúde do bairro onde moro. Duas integrantes de não sei qual órgão da saúde da cidade sentadas bem atrás de mim!  aproveitaram para  colocar em dia toooodas as fofocas e para   falar mal de vários membros do conselho, enquanto eu ficava cada vez mais irritada! Não conseguia  prestar atenção ao  que diziam o secretário da saúde, ao presidente do conselho, e às perguntas que os presentes faziam. Affff....

Em outra ocasião, quando ainda morávamos em Taubaté, fomos assistir a um recital no qual meus filhos Luiza e Pedro se apresentaram  (ela ao piano e ele na bateria) . Quase  MORRI DE RAIVA nesse dia por causa de duas senhoras mal educadas que já tendo assistido a apresentação de seus  filhos, sobrinhos, sei lá quem,  não estavam nem aí com aqueles que se apresentavam depois…Era só blá blá blá blá blá….na minha nuca!!! Lancei-lhes alguns olhares fulminantes, fiz dois ou tres psius discretos quando não havia ninguém se apresentando, e naaaada… . Quando chegou a vez da apresentação da minha filha  quase não pude  ouvir!

Depois de sua apresentação procurei o coordenador da escola  e educadamente pedi que tomasse providências, pois ainda haveriam outras  apresentações. Com boa vontade ele se dirigiu ao microfone e pediu à platéia que, em respeito aos que ainda iriam se apresentar, fizessem  silêncio. Pensa que funcionou? Conseguiu no máximo um ou dois minutos de silêncio! APENAS  ISSO! e a tagarelice voltou  como antes logo depois! Para esse naipe de gente ser educado é  não mastigar de boca aberta e não arrotar à mesa. Ah,  e pagar um curso de música para o filhinho também! Aí sim estufam o peito e dizem com ares de ""estou podendo": "Sou chique, bem! Dou uma boa "educação"ao meu filho, viu? Ele estuda música!!"
Ou então como as duas primeiras da área da saúde, que podem dizer de boca cheia: "Viu como sou  importante? Participo das reuniões do Conselho Municipal de Saúde!"
Ou ainda como as repórteres que irritaram o jornalista: "Devemos ser reporteres  competentes já que fomos convidadas a representar nossas empresas no seminário Blumenau 2050!!!"

Pois sim...chique...importante...competente...BAAHH!

Chique, importante, competente e elegante mesmo é respeitar o próximo, ouvir em silêncio a apresentação dos filhos dos outros - e aplaudir a todos!, é prestar atenção a quem discursa, ouvir as perguntas que são feitas e as respostas que são dadas, não importa se elas são interessantes ou não. É ficar calado em consideração ao que está ali para ouvir e que quer aprender.

E se não está a fim de ficar quieto, vai conversar lá fora, vai! Afff...

 

Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails