domingo, 25 de julho de 2010

FELIZ FOI ADÃO QUE NÃO TEVE SOGRA...

Assim como essa piada do título,  outros milhares de piadas a respeito de sogras povoam o repertório popular. 


Mas vamos lá, há que se reconhecer que muitas vezes as piadas tem seu fundo de verdade, como no caso do casal abaixo:

_________________________________________________
Maria Isabel Sáenz de Zumarán Medeiros 

Por uma questão de economia um jovem jovem casal  que conheci há alguns dias,  mora em uma casa no mesmo terreno da casa dos sogros, o que permite que a sogra faça várias visitas ao longo do dia - e da noite.  


A moça contava que com o pretexto de ajudar nas tarefas domésticas  a sogra  vem diariamente à sua casa e sem perguntar já vai colocando roupas na máquina e lavando a  louça. Chega  logo cedo,  na hora em que o filho sai para trabalhar e à tarde faz questão de estar lá para recebê-lo quando chega do trabalho; nos finais de semana, aparece na porta da casa  só prá dar um "oi",  mas  vai logo se instalando, fazendo  comentários sobre  tudo, interferindo nas decisões do casal e  manifestando seu amor pelo filho de maneira exagerada. 

Essa  sogra tão "amorosa", com as "melhores intenções do mundo", está  tornado a vida da nora insuportável e consequentemente prejudicando o relacionamento do casal.  A moça já não sabe mais o que fazer,  especialmente porque seu marido diz que não pretende se  afastar da mãe mudando-se dali para pagar  aluguel em outro lugar. 

Todos nós já vimos ou vivemos "filmes" parecidos... Enquanto ela falava e chorava lembrei-me de  um  capítulo de um livro que trata do relacionamento entre sogros, genros e noras.  Ao chegar em casa li novamente  aquele capítulo e  inspirada no trecho "Sugestões Práticas Para Sogros"   escrevi as  sugestões abaixo com algumas modificações, acrescentando comentários e opiniões pessoais.  Espero sinceramente  que possa ajudar a quem desempenha ou desempenhará algum dia o papel de sogra.


SUGESTÕES PRÁTICAS PARA SOGRAS

1)  Não deêm palpites disfarçados de conselhos. Controlem-se! A não ser que estejam diante de uma situação que coloque em risco a vida de alguém, mantenham a boca fechada,  pensem em outra coisa, vão dar uma voltinha, sei lá, mas não deêm palpites em nada.

2) Se um dos cônjuges lhes pedir um conselho, podem dar.  Afinal a sabedoria e experiência que os anos trazem podem ser úteis na vida dos mais jovens. Mas lembrem-se de dar o conselho como se fosse apenas uma sugestão e não como uma ordem a ser cumprida.

3) Não passem adiante o que ouvem em confidência de algum dos cônjuges. Sejam fiéis a eles e não corram o risco de ter a confiança quebrada com indiscrições e fofocas.

4) Não ajudem financeiramente, a menos que eles lhes peçam. Na idade madura, como no caso dos sogros,  a vida financeira provavelmente já está estabilizada pois outros filhos  trabalham ou já se casaram também, o que permite aos sogros ter uma  poupança ou uma boa folga no orçamento. Mas cuidado para não utilizar o dinheiro  como instrumento de controle sobre o casal.  É importante que o jovem par aprenda a viver dentro do próprio orçamento estabelecendo independência financeira. Não caiam na tentação do tipo:
- TCHAN!!  Vejam só o que comprei  pra vocês! Uma TV de plasma!" 
Nada disso.  Esperem por uma data específica como  Natal ou um aniversário para dar-lhes um presente de que eles necessitem. 

5) Nunca, nunquinha mesmo tomem partido de alguém!  Se ouvirem uma discussão façam de conta que está chovendo... (frase da minha mãe , querendo dizer que o barulho todo é como se fosse  apenas uma forte chuva no telhado). Se  os briguentos  envolverem vocês querendo uma opinião,  desculpem-se gentilmente e expliquem que preferem manter-se neutros.  A menos que alguma situação de agressão física esteja acontecendo,  afastem-se dali o mais rápido possível.

6) Agora é a vez deles de educarem os próprios filhos. DELES!  Deu prá entender? Vocês já terminaram de criar os seus, portanto, deixem que eles criem a seu modo os próprios filhos, não importa  se vocês acham que poderiam fazer melhor em uma área ou outra. Vou falar especificametne agora com aquela sogra muito orgulhosa  da boa educação que deu aos seus filhos:  é preciso  aceitar  a maneira como  o jovem casal educa as crianças, afinal essa responsabilidade é dos pais e não das avós.  As noras e genros foram criados  por uma mãe que não é você, com outras manias, princípios, cultura e  tradições.  Juntamente com teu filho ou filha,  imprimirão suas marcas na educação dos filhinhos,  incorporando neles   muitas coisas recebidas em seus lares de origem.  Confie no fato de que, se  você fez um bom trabalho, e assim espero,  certamente eles souberam  escolher bem seus cônjuges e saberão educar bem seus filhos, ainda que não do teu jeito!

7) Não "estraguem os netos"! É isso mesmo, queridas vovós. Essa frase chavão tem base numa triste verdade, não é mesmo? Evitem estragá-los  mesmo que para isso vocês tenham que "roer o pé da mesa" tentando se controlar para manter os hábitos alimentares e disciplinares da nova família. Sejam espertas e o casal será imensamente grato a vocês por isso, facilitando inclusive  a convivência entre vocês e os netos ao  perceberem que não há quebra na rotina e nos hábitos das crianças. Afinal, não é isso mesmo que  vocês desejam?

8) Não se interessem apenas pelos próprios filhos, mas também  pelas noras e genros. Perguntem e atualizem-se conhecendo  seus hobbies e trabalho,  demonstrem interesse por suas famílias, seus projetos, compartilhem suas vitórias, etc.   Certamente  ganharão o coração deles quando sentirem que vocês os consideram e valorizam não apenas como cônjuges dos  seus filhos e pais dos seus netos, mas também como pessoas especiais em suas  individualidades.

9) Desenvolvam vida própria. Planejem passeios, saiam com o marido e com outros casais, visitem amigos e familiares, tenham hobbies, façam trabalhos voluntários e outras atividades que não dependam da participação de filhos, genros e noras.  Muitas mães vivem suas vidas através da vida dos filhos casados, esperando que gastem muito de seu tempo em sua  companhia e quando isso não acontece surgem  mágoas e rancores. Pouco tempo juntos com prazer é muito mais gratificante do que muito tempo juntos por obrigação. 

10) Sejam gratas a eles por  fazerem seus filhos e filhas felizes.  Demonstrem  essa gratidão através de pequenos gestos e palavras de carinho e reconhecimento. Uma vez ou outra surpreendam  noras ou genros com  chocolates, aquela torta preferida, um pequeno arranjo de flores, uma muda de planta para o jardim, um bilhete carinhoso, uma revista com assuntos de seu interesse, um breve telefonema, uma mensagem afetuosa. Pequenas  demostrações de carinho como estas são valiosas e cativantes.

11) Fixem-se nos pontos positivos e esqueçam os pontos negativos.  Sabem porque?  Porque O cão mais alimentado é o que vence a briga!  Se vocês alimentarem em seus corações os aspectos negativos de seus genros e noras estes irão se agigantar de tal forma que os pontos positivos nem sequer serão notados. O contrário também é verdadeiro. Permitam que as coisas boas -  e todos temos coisas boas - sobrepujem as coisas ruins. Com o hábito  nem sequer perceberão que elas - as coisas ruins - existem.

Perdi minha sogra  com oito  anos de casada,  meu marido nem sequer conheceu minha falecida mãe, e portanto também não teve sogra. Nós não temos ainda genros e noras já que nossos filhos  nem sequer  começaram a namorar, mas sei que devo   preparar-me desde já para ser uma boa sogra um dia,  começando inclusive  pela fase dos  namoros.

Será  preciso exercitar o domínio próprio controlando  impulsos, refreando a língua e aceitando ter meus  desejos e vontades nem sempre satisfeitos, mas sei também que  isso pode ser muito mais fácil se tiver por todos eles um amor incondicional e se usar de sabedoria! É SIMPLES ASSIM!

E então os meus  filhos, genros e noras, e os de vocês também, poderão ser ainda mais felizes que "Adão", 
justamente por que terão sogros e sogras como nós!


As sugestões acima foram baseadas no livro: "Sua Família Pode Ser Melhor", de Jaime Kemp -  Editora Sepal

Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails