segunda-feira, 12 de abril de 2010

Linhas e Botões

Quem sempre morou na mesma casa, no mesmo bairro ou  na mesma cidade não imagina o que é uma mudança para outro estado. Nem direi para outro país, pois aí as adaptações são bem maiores  a começar pelo idioma. Mas uma mudançazinha prá outro estado já dá o que fazer e dependendo da maneira como encararmos essa experiência podemos transformá-la num  período divertido na nossa vida. Ou não.
 ______________________________________________________
 Maria Isabel Sáenz de Zumarán Medeiros


1 Precisei refazer a barra da cortina antiga  na sala nova,  e para isso precisava encontrar entre tantas caixas a serem abertas, a minha caixinha de costura. Muito difícil!  Seria mais fácil e rápido descobrir  onde comprar UM, apenas UM  retrós de linha.  Ou perguntava a uma  vizinha ou  pegava o carro e saia atrás da linha. Escolhi a segunda alternativa. Peguei o carro e fui até uma rua no centro que concentra muitas lojas de aviamentos. "Até que foi fácil!", pensei. Estacionei o carro (sem cartão de área de estacionamento, porque não sabia como adquirir um, e lá fui eu pela calçada atrás do retrós. 

Entrei em uma loja de aviamentos enorme. Fiquei contente com tantas opções de linhas, botões, tesouras e tudo o mais que você possa imaginar.  Mas nada de retrozes. Só cones enormes para a indústria de confecção de Maringá. E assim uma loja atrás da outra. Já estava desanimando, quando uma atendente, de tantas a quem havia perguntado,  indicou-me uma que possivelmente venderiam retrozes para máquinas de costura domésticas. Realmente vendiam, desses pequenos, mas pouquissimas opções de cores. A que eu queria mesmo não tinham (um tom de bege, bem clarinho) e tive que me conformar comprando um branco mesmo. Isso é sinal de que ainda terei que achar um armarinho "decente", quem sabe no bairro em que moro..


2 Temos uma tartaruguinha tigre-dágua e preciso comprar uma pedra de cálcio para o  aquaterrário, pois fortalece seu casco. Cadê a loja que vende a tal pedra de cálcio?  Em Taubaté sabia exatamente onde encotrar, mas aqui... descobri que muitas casas de Pet Shop não vendem pedras de cálcio para tartarugas. Um dia destes, passando de carro, vi uma loja de aquários com peixinhos coloridos à venda e portanto deveriam vender a tal pedra, pensei. Estacionei dois quarteirões adiante e fui até lá. Mas não, eles não trabalham com itens para tartarugas. Só para peixes. Ai, ai. Ainda vou achar, claro que vou, mas preciso descobrir onde! Só espero que a tartaruga não fique "toda mole" até esse dia.

Essas são coisas banais, eu sei, mas amplie isso para tantos outras necessidades: um bom oftalmologista; onde consertar o ventilador; um estofador; uma cabeleireira boa e que não seja muito cara;  veterinário; um  mecânico de confiança; a agência dos correios; a  linha de ônibus que vá de casa até a escola dos filhos e sei lá quanta coisa mais.  É preciso ir descobrindo tudo, tudo mesmo!

O segredo é  encarar essas buscas como uma grande brincadeira de "caça-ao-tesouro"  e comemorar cada descoberta feita! Como o dia  em que liguei para meu marido dizendo toda feliz:
-  Oi amore, sabe o que eu descobri hoje? Uma lojinha onde vendem botões. Finalmente vou poder pregar aquele botão no teu paletó! E ouvir do outro lado da linha um grito de... Aleluia!





Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails