segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Perfeição e Alegria

“Pela manhã para começar o dia, preciso de Bach mais que de comida e água. E tem de ser Bach. Preciso de perfeição e alegria.”
Pablo Casals, 1969   
(Intérprete musical espanhol  1876 - 1973)

Johann Sebastian Bach, falecido em 1750, foi um dos mais brilhantes músicos da história, deixando inúmeras obras que se tornaram famosas pelo mundo inteiro, dentre elas, uma das mais conhecidas, “Jesus minha alegria”, “Paixão Segundo São João”, “Paixão Segundo Mateus”, além de inúmeros prelúdios e tocatas compostas para serem tocadas na igreja.

Toda a música que ele compôs foi criada para louvar a Deus, exaltar o mundo e os homens que nele vivem, tendo elas sido escritas para a igreja, para a corte ou para os salões da burguesia. 

Mas o que quero destacar não é exatamente a sua carreira musical, mas a sua fé, que ele demonstrasva não apenas através de suas composições, mas também através do serviço na igreja da qual fazia parte.
A cada semana ele tinha a tarefa de executar um coral, de autoria própria ou uma transcrição de outro compositor, como parte do culto de domingo de sua igreja. Isto, certamente, nos dá um bom exemplo de sua dedicação.

Este grande mestre alemão era um bom cristão, e colocava tão bem o seu dom a serviço do evangelho e em benefício da humanidade!

(Este texto foi extraído de vários outros textos sobre a vida de Johann Sebastião Bach)

Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails