sábado, 2 de janeiro de 2010

Pedra na lagoa. Pratique!

O que é que acontece com a sociedade nestes tempos? Está tudo mudando rapidamente e de tão rápidas que são as mudanças, não conseguimos sequer avaliar o impacto causado por elas em nossas vidas e o  que fazer com essas mudanças. Aceitá-las e amoldar-se a elas parece então ser o mais fácil. O que era incomum passou a ser considerado normal, o que chocava não choca mais. Tudo se tornou  relativo pois depende de cada um decidir o que é certo e o que é errado. Vejamos então algumas dessas mudanças e o que fazer com elas.
 ___________________________________________
 Maria Isabel Sáenz de Zumarán Medeiros

Hoje ostenta-se a homossexualidade como  um troféu. Vemos jovenzinhos do mesmo sexo  de  mãos entrelaçadas, trocando carícias e beijos em público; crianças e adolescentes desrespeitando os adultos, não só os pais, mas adultos em geral, tratando-os com arrogância como se  fossem os donos da verdade, sem um mínimo de consideração por suas  experiências de vida; corpos femininos explorados até o limite  expostos em todos os típos de mídia para vender automóveis, perfumes, chinelos ou pisos cerâmicos; adolescentes  o dia todo no computador com acesso livre a  imagens  de sexo explícito em sites eróticos vivem  uma espécie de loucura sexual precoce; pais moderninhos que, por respeito à "privacidade" de seus filhos, desconhecem quem são seus contatos (nem diria mais amigos), suas paqueras, seus casos, seus reais compromissos; maridos que se vangloriam de suas aventuras extra-conjugais sem nenhum pingo de culpa; famílias que não gastam mais tempo juntas ao redor da mesa e comem na frente da tv ou do computador; pessoas que trocaram as visitas aos amigos por e-mails e torpedos. Preocupar-se com essas mudanças de valores se tornou iultrapassado e irrelevante. Praticar gentilezas como abrir a porta para uma senhora, oferecer o lugar no ônibus a alguém mais velho, recolher um objeto caído ou ceder a vez na fila do supermercado a quem está com  com pressa, não são mais ensinadas pelos pais e nem praticadas por eles. Que cada um viva para si ! Este é o lema!
Bons modos à mesa, vestir-se com decência, ensinar os filhos a cumprimentarem os donos-da-casa ao chegar e a despedir-se deles ao sair, não interromper  quem está conversando,  ouvir música sem incomodar vizinhos...tantos comportamentos relacionados à boa educação e que deixavam a vida mais bela  são deixados de lado hoje em dia.
Porque?  Será que decência, educação, gentileza, respeito ao próximo, fidelidade, eram atitudes  ruins?  Será que atrapalhavam a vida das pessoas? Será que tudo ficou obsoleto devido à modernidade?   Não, nada disso.  Gentileza, educação  e bons valores deixaram de ter importancia porque as pessoas passaram a acreditar nas mentiras da pregadas pela sociedade de consumo:

 O que importa é ser feliz!  Satisfaça as suas necessidades!  Realize seus sonhos!  Corra atrás dos seus objetivos!  Vença! Ganhe mais dinheiro!  A felicidade está na sua carteira! Use o cartão de crédito X e o mundo estará à seus pés! Faça sexo quando, como e com quem quiser!  Descubra o verdadeiro prazer! Seja livre, faça tudo o que seu coração mandar!

O mundo foi sendo transformado por  mentiras lançadas com a finalidade de  ganhar dinheiro, vender qualquer coisa, obter sucesso (que traz dinheiro), ter fama (que também traz dinheiro), lucrar a qualquer preço, mesmo que destruindo os outros ou a  si mesmo. A expressão valores morais foi substituída pelas expressões  valores pessoais e valores monetários e o que passou a ter importância não é o que é o certo ou que é o melhor para si mesmo e para os outros, mas sim o que cada um crê ser o certo e crê ser o melhor apenas para si mesmo.

Não caia nessa!  Não seja tolo ou  perderá  pelo caminho a verdadeira razão de viver!
Não viva  apenas para satisfazer os teus desejos! Você não faz parte de uma manada de bois sem discernimento caminhando para o matadouro. Não busque agradar à maioria fazendo o que a maioria faz ou diz que deve fazer. Faça sim o que é certo, o que é bom, o que é agradável, o que não choca, o que não destrói, o que não fere. Não se  iluda. Você  não é o centro do  universo, o umbigo do mundo. Todos somos imperfeitos e limitados. E não temos todas as respostas.

Quais eram os  valores que  estruturam as relações humanas e faziam com que as todas as pessoas pudesse se sentir amadas e valorizadas? Todas sim, de qualquer raça, homens ou  mulheres, idosos ou crianças, ricos ou pobres, cultos ou incultos, saudáveis ou doentes, belos ou não tão belos, anônimos ou importantes?  Eram valores permanentes como gentileza, auto-controle, fidelidade, honra da palavra dada, honestidade, altruísmo, abnegação e tantos outros.  O EU quero, EU posso, Eu acho, Eu desejo, Eu , Eu, Eu, é o que está deixando a sociedade pior. E esse EU (somado a muitos EUs), se junta à massa de "não pensantes" e vai se amoldando aos padrões modernos, cujos valores ficam rapidamente ultrapassados,  perdendo a identidade e já não sabe mais quem é e nem no que crê.

Sabe qual é o único peixe que não nada contra a correnteza? O peixe morto! Esse se deixa levar pela correnteza e não reage. O peixe vivo não. Ele  luta contra a força da água que o arrasta rumo ao mar, e vai gerar vida (desovar) rio acima!!  Gere  vida!  Nade contra a correnteza! Recupere os valores perdidos!

Como? Se quiser saber por onde começar e onde encontrar ânimo para essa tarefa,  comece lendo a bíblia. Ficou assustado? Não se assuste, não estou falando de religião ou  de placa de igreja, estou falando da palavra que ensina, que cura, que restaura, que é sempre atual e eficaz, que não muda ao sabor dos ventos. E sabe porque não muda? Porque a essencia do homem nunca mudou. É a mesma a milênios e milênios. O homem sempre teve as  mesmas necessidades de afeto, de segurança, de viver em paz, de ser valorizado, de ser respeitado. E Deus, que fez o homem, conhece todas elas  e tem todas as respostas a todos os seus anseios.

Acesse o  link abaixo e comece a ler as cartas do Apóstolo Paulo. Se nunca fez isso antes, experimente. Leia e confira alí os valores que o mundo foi deixando de lado e saiba como resgatá-los. Leia e reflita. Depois pratique, ensine-os a seus filhos. Verá que, como uma pedra lançada numa lagoa tranquila provoca a propagação de ondas, os valores praticados se propagarão alcançando mais e mais pessoas à sua volta. O mundo vai  agradecer!
Acesse o link  http://www.bibliaonline.com.br/  clique em alguma das cartas do Novo Testamento (Gálatas, Efésios, Colossenses, Hebreus, etc.) e comece ainda hoje a nadar contra a correnteza!

Atire a tua pedra na lagoa!

Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails