quinta-feira, 21 de outubro de 2010

FILHOS X BATATAS

Em comemoração ao primeiro ano do blog, publico novamente o primeiro texto, publicado em 12 de outubro de 2009!
Até hoje o blog recebeu mais de 3300 visitantes, e a cada dia recebe mais e mais visitas. Ontem foram visitadas 91 páginas!
Tenho sempre pedido a Deus sabedoria e orientação para que este blog contribua com a vida espiritual e familiar de cada um que o visita.
Agradeço a Deus por tudo o que Ele tem feito e peço a Ele que abençoe a cada visitante deste blog!

FILHOS X BATATAS


Para se obter uma batata de outra batata basta jogar uma batata na terra, deixar que tome chuva e receba sol e você terá...outra batata!

Assim é que devido à  necessidade que algumas  mulheres tem de trabalhar fora por causa da insegurança em seus próprios casamentos ou por uma falsa necessidade movida pelo desejo de se ter mais e mais bens materias, muitos filhos tem sido criados assim: como batatas!
_________________________________________________________________________
Maria Isabel Sáenz de Zumarán Medeiros

Neste século XXI, século de consumismo desenfreado e de insegurança no casamento, em que se descasa com a mesma facilidade com que se vende um carro ou uma bicicleta, as mães ""tem que" trabalhar fora, seja para comprar tudo que se precisa - ou que se pensa precisar - ou para garantir o arroz com feijão no caso do "até que a morte nos separe" deixar de ser promessa cumprida.

No caso da mãe que trabalha fora e que pode pagar pelo serviço de uma  babá, esta fará a parte que cabe à uma mãe:  vai dar a papinha, levar prá dar uma volta no playground e no fim da tarde vai deixar o filho prontinho, de banho tomado e tudo, antes da mãe chegar do trabalho! Quando estiver maiorzinho ele irá para uma  escolinha  que bem pode se chamar "Peixinho Dourado", "Primeiros Passinhos" ou "Meu Segundo Lar" ou algum outro nome assim fofinho!

Lá, as tias - que não são tias - também farão sua parte e anotarão na agenda: "Hoje João Henrique comeu tudo, fez cocô mole duas vezes e está com um "roxinho redondo" no bracinho porque o amiguinho mordeu, mas foi passado hirudoide na hora, viu mamãe! "

Ah, como é gratificante acompanhar o crescimento dos filhos!

Quando ficar maiorzinho o João Henrique vai prá escola de van! E na volta prá casa - também de van - almoça aquela comida gostosa que só a Da. Maria sabe fazer! Um descanso, uma olhada na tarefa, computador e... corre para o curso de inglês, para a aula de ballet (no caso do João Henrique ser uma Ana Beatriz, por exemplo), para treinar taekwondo e depois para o clube passar o resto da tarde com a galera! Se tiver sorte e o pai não tiver uma reunião até tarde da noite, passará para pega-lo no clube lá para as 20hs. Em casa a mãe, que estava muito cansada e estressada por causa do chefe insuportável, já deixou nuggets no microondas: "É só esquentar, filho!" Grita ela da suite, antes de entrar no banho.

No caso da outra mãe, a que não pode pagar uma babá, vans e clubes a solução é deixar o filho com a vizinha ou melhor ainda, deixar com o irmãozinho - mais velho, é claro - assim não precisa pagar nada para ninguém, né?
Quando finalmente surge a vaga na creche o filho é deixado pela mãe bem cedinho, antes de pegar no serviço, e na volta, e -x-a-u-s-t-a, corre para buscá-lo  antes que a diretora da creche reclame do atraso.

Aos sete anos o filho esquenta o próprio almoço, põe o uniforme e vai para a escola sozinho. Quando se encontra de novo com a mãe, pois estava na rua jogando bola quando ela chegou, já entra em casa perguntando pela janta.  " Já esfriou!! Vai ter que esquentar de novo moleque! Não viu que horas são?"


E assim esses  filhos-batatas vão crescendo. Tomando sol e chuva de vez em quando, mas sem sua terra tenha sido "afofada, sem ter recebido adubo bom e rega certa, sem que lhe fossem retiradas as ervas-daninhas que prejudicam seu crescimento".  Se mães e pais se dispusessem a seguir a orientação que Deus em sua Palavra, certamente haveriam  menos jovens-batatas, feias e sem os  nutrientes necessários para enriquecer o prato-da-sociedade!
 


"Estas palavras que, hoje te ordeno estarão no teu coração;
tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, 
e ao deitar-te e ao levantar-te."
Dt 6:6-7

Deus é mesmo muito sábio. Não é mesmo?


Nenhum comentário:

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DISTO:

Related Posts with Thumbnails